Cuidados com os Cães Vovôs

Autor: Fábio Toyota.

Apesar da vida relativamente longa, infelizmente todo pet começa a envelhecer em algum momento e, com a idade, alguns cuidados especiais são necessários para que o seu cãozinho possa se tornar um cachorro idoso relativamente saudável e feliz até os seus últimos instantes.

Uma alimentação saudável e visitas regulares ao veterinário são os passos essenciais para que seu pet comece a envelhecer saudável e se torne um cachorro idoso em boa forma. Isso ocorre por volta dos 8 ou 9 anos de idade do cachorro, apesar disso variar muito – cães de raças gigantes já podem ser considerados velhos com 8 anos enquanto vira-latas podem passar dos 15 anos.

Conforme a idade chega, assim como nós, os cães demonstram alguns sintomas de sua velhice chegando. Eles começam a perder o interesse no que acontece ao seu redor, se tornam menos ativos e pouco entusiasmados.

Do mesmo jeito que para velhinhos, é importante encontrar atividades que os estimulem a continuarem ativos, é claro que respeitando os seus limites e sua nova condição. Um cão idoso ativo é mais feliz que um que passa o dia todo quieto em um canto.

Um local confortável para os momentos de descanso também é importante. Evite deixar a caminha do seu cão em algum lugar muito úmido ou que bata muito sol ou vento e principalmente que fique em um lugar de fácil acesso para ele, já que sua mobilidade vai se reduzindo com o tempo.

Visitas regulares ao veterinário garantem o bem-estar do pet idoso

Com o avançar da idade as visitas ao veterinário ficam cada vez mais importantes. A saúde do cachorro idoso tem uma tendência a ser mais frágil, resistir menos às infecções e desenvolverem doenças de idade como catarata, diabetes, queda dos dentes por tártaro entre outras.

Ao monitorar a saúde de seu pet de forma correta, várias doenças podem ser diagnosticadas e tratadas no início, como problemas renais e de coração, que podem ser tratadas com algumas mudanças na alimentação dele.

Vale lembrar que não é porque é um cão idoso que ele deixa de tomar vacinas, elas são grandes aliadas durante toda a vida de seu cachorro. Assim como monitorar o peso do pet, que pode acabar desenvolvendo sobrepeso ou até obesidade nessa fase final, já que se movimenta menos e com isso gasta menos calorias.



Fonte do texto:
CachorroGato

Categorias:
Cuidados | Diversos |